Os colaboradores da Águas de Teresina se reuniram para combater o mosquito da dengue nas áreas da empresa, como reservatórios, se e Estação de Tratamento de Água e Estação de Tratamento de Esgoto. O Dia D ocorreu nesta sexta-feira (14), e serviu para conscientizar os funcionários sobre a importância de eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti.

O agente de saneamento, Isaque Sousa, avaliou a sua participação. “É gratificante participar da ação sem contar que é uma atividade construtiva porque estamos ajudando o meio ambiente que é uma das políticas da empresa”, contou.

Durante toda a manhã, os colaboradores, divididos em quatro grandes equipes, percorreram unidades da Águas de Teresina situadas nas quatro zonas da cidade. Por lá, eles recolhiam materiais para evitar acúmulo de água e, consequentemente, hospedagem do mosquito.

No mês passado, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) informou que a capital está fora do risco de surto de dengue, de acordo com boletim epidemiológico do Estado do Piauí. O segundo Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) de 2019 em Teresina, realizado entre 29 de abril e 03 de maio, deu 2,2 de Índice de Infestação Predial (IIP). Comparando com o primeiro LIRAa, que aconteceu entre 25 de fevereiro e 01 de março, aumentou um estrato para baixo risco, dois estratos para médio risco.

De janeiro a 15 de maio de 2019, a FMS notificou 1.275 casos de dengue; 191 casos de chikungunya e 20 casos de zika. Mesmo com a cidade fora do risco de surto, as ações têm sido permanentes para reduzir todas as chances de infestação.

“É uma obrigação nossa cuidar das nossas áreas e isso demonstra a nossa responsabilidade também enquanto cidadãos. Nós temos áreas grandes, distribuídas em toda a cidade então a gente se sente responsável e sabe dos riscos que o mosquito traz para a saúde. Portanto, a decisão de fazermos essa atividade envolvendo os colaboradores, até mesmo para a conscientização de todos”, destaca Bárbara Melo, coordenadora de Recursos Humanos.

O Dia D é uma realização da Águas de Teresina, em parceria com os agentes de endemia, da Secretaria Municipal de Saúde. “Foi interessante acompanhar o trabalho dos funcionários e ver o engajamento nessa atividade que nós já fazemos diariamente como agentes de saúde. Isso demonstra que combater o mosquito é uma tarefa de todos nós”, disse Josimar Alves de Souza, supervisor geral de endemias da FMS da região Centro-Norte.

Confira as dicas para combater o Aedes aegypti:
• Não deixar água parada;
• Colocar areia nos vasos de plantas;
• Não depositar lixo em terrenos baldios;
• Manter garrafas com a boca virada para baixo;
• Cobrir pneus e sucatas e manter caixa d’água e reservatórios de água devidamente fechados.