A Águas de Teresina tem atuado no combate ao desperdício de água tratada e tem como meta reduzir o índice de perdas na capital. Uma das ações consiste em substituir ramais antigos por materiais mais resistentes. Ao todo, a concessionária já substituiu aproximadamente 35 km desse tipo de tubulação no município.

O exemplo mais comum de perda real é o vazamento que ocorre em ramais, quando a água é perdida no processo de distribuição, ou seja, perde-se antes de chegar aos imóveis. Ramais de água fazem parte da instalação que liga a rede principal, instalada na rua, com a instalação interna do imóvel. Tais tubulações podem apresentar desgaste em função tempo de uso.

“Essas tubulações, que apresentam rompimento, sofrem um desgaste por tempo de uso. Nosso plano de ação é evitar que um determinado ponto seja reincidente, ou seja, ao invés de corrigirmos só aquele pequeno trecho que apresenta vazamento, substituímos todo o ramal por um material mais resistente e de maior qualidade”, explica Diogo Mochão, gerente de serviços da Águas de Teresina.

A substituição teve início em agosto de 2018. Desde então, mais de 6 mil ramais foram trocados na cidade. “Ainda em 2019, substituiremos mais 18 mil ramais em Teresina”, complementa Mochão.

Mensalmente, a empresa realiza em média 5.500 correções de vazamentos na cidade e já conseguiu reduzir os índices de perdas de água de 59% para 56% durante o período de 1 ano e 10 meses em que assumiu os serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto em Teresina.

Além desta ação corretiva, a Águas de Teresina atua de forma proativa e preventiva para evitar que estes vazamentos aflorem nas vias. Isso é possível devido ao uso de tecnologias e equipamentos de última geração, como o geofone eletrônico, que localiza perdas de água não visíveis a partir da vibração sonora emitida pelo vazamento, e os dataloggers, equipamentos posicionados estrategicamente no sistema de distribuição de água para monitoramento de pressões em tempo real.

A empresa reafirma que a participação da população tem sido importante na localização dos vazamentos em vias públicas. Os dados são mapeados e acompanhadas estrategicamente através do Centro de Controle e Operações, que monitora à distância, 24 horas, os sistemas de água e esgoto, usando a tecnologia a favor do saneamento. Os vazamentos podem ser informados através da Central de Atendimento 0800 223 2000 ou 115. A empresa se mantém disponível via WhatsApp (98124 3199) e redes sociais.