Notícias

Ver notícia

Programa de investimentos em saneamento básico beneficiará mais de 13 mil pessoas diretamente

 

Em 2021, a capital piauiense dará um salto qualitativo na cobertura de esgoto. A Águas de Teresina segue investindo milhões em obras de esgotamento sanitário, beneficiando diretamente mais de 13 mil teresinenses. Para celebrar a pedra fundamental dos empreendimentos que beneficiam a região do Lagoas do Norte, a empresa realiza solenidade restrita nesta quinta-feira (30), a partir das 8h30.

 

Com o apoio de equipes capacitadas e o uso do que há de mais moderno em equipamentos e insumos no setor de saneamento básico, a Águas de Teresina seguirá com o projeto de ampliar o serviço de coleta e tratamento de esgoto para mais teresinenses, cumprindo as metas do contrato de subconcessão. A expectativa é tornar a capital referência em saneamento na região Nordeste, ampliando as possibilidades de novos investimentos para a cidade.

 

O pacote de investimentos inclui a construção de duas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) na região, beneficiando os bairros Aeroporto, Itaperu e Parque Alvorada, na zona Norte. Na oportunidade, a empresa celebra a entrega da Estação de Tratamento de Esgoto do Tancredo Neves; a reforma da Elevatória de Esgoto do bairro Santa Isabel e a entrega da Elevatória do bairro Gurupi – três demandas antigas da comunidade.

 

O resultado será a implantação de nova rede coletora, a realização de mais ligações de esgoto e um salto qualitativo nas condições sanitárias da capital piauiense. Os benefícios compreendem ainda a preservação dos corpos hídricos e do meio ambiente, além do desenvolvimento de setores importantes da economia, como o turismo e a valorização imobiliária.

 

“A Águas de Teresina não tem medido esforços para elevar a qualidade de vida dos teresinenses. Este ano, nosso foco são as obras de esgoto. Como embaixadores da saúde, entendemos que a ampliação do serviço traz impactos positivos no Índice de Desenvolvimento Humano. Esgoto coletado e tratado proporciona melhoria da saúde pública, pois reduz o número de doenças ocasionadas por água contaminada”, frisa Jacy Prado, diretor-presidente da Águas de Teresina.

 

Nos primeiros quatro anos de atuação da concessionária, a cobertura de esgotamento sanitário na zona urbana de Teresina cresceu de 19% para 35,65%. “Esse foi apenas o começo. Nossa meta é universalizar o serviço de esgotamento sanitário até 2033 e abrir as portas de Teresina para mais desenvolvimento, respeito ao meio ambiente e qualidade de vida e cidadania para a população que reside na cidade”, complementa Jacy Prado.

 

Dados do Instituto Trata Brasil mostram que apenas 23 cidades tratam mais de 80% do esgoto gerado. Em todo país, somente 49% dos esgotos gerados são tratados, algo bastante preocupante, uma vez que os benefícios do avanço de saneamento básico são inúmeros. Mas com a aprovação do novo Marco Legal do Saneamento (Lei Federal 14.026/2020) esse cenário deve mudar, pois estados e municípios ficam com a obrigação de fornecer água potável para 99% da população e coleta e tratamento dos esgotos para 90% até 2033.

 

SERVIÇO

Inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Tancredo Neves

Data: 30 de setembro

Horário: 8h30

Local: Avenida São Francisco, 1891. Comprida, zona sudeste

 

 

Regularização do abastecimento de água

Além dos investimentos em esgotamento sanitário, a Águas de Teresina seguirá com obras para requalificar o sistema de distribuição de água tratada. Em continuidade às ações para regularizar o abastecimento em áreas de ocupação, a concessionária fará a implantação de rede de água para atender a mais de 5.700 pessoas. São famílias residentes nas comunidades Vila Torquato Neto, Recanto dos Pássaros e Torrões que deixarão o fornecimento irregular a partir de gambiarras e passarão a contar com água tratada nas torneiras pela primeira vez.

 

“A implantação da rede de água em áreas onde o poder municipal vem fazendo a regularização fundiária tem sido nosso foco desde 2018. Levar água tratada e, principalmente, cidadania a essas famílias é uma missão que temos encarado com bastante compromisso, sobretudo nesse período de pandemia, quando o acesso à água potável se faz ainda mais necessário. Já atendemos mais de 33 mil pessoas em áreas de ocupações consolidadas e este ano o atendimento será ampliado”, destaca Fernando Lima, diretor-executivo da concessionária.

 

Além da implantação de redes novas, a Águas de Teresina também fará intervenções de requalificação e ampliação do sistema de distribuição de água em diversos bairros. São extensões de rede, troca de equipamentos de bombeamento e perfuração de poços que irão permitir a distribuição da água de forma mais otimizada e com regularidade.

 

A requalificação do sistema de abastecimento também passa pelas ações dos mutirões do programa Água Legal, que executa a padronização de ligações, faz a troca de hidrômetros, além de implementar ações para coibir o furto e reduzir as perdas de água tratada. Este ano, mais de 85 mil imóveis receberão as equipes do Água Legal.  O projeto, criado em 2018, já atingiu mais de 140 mil unidades domiciliares.

 

Avanços já podem ser vistos

Em 2020, Teresina alcançou a universalização do abastecimento de água tratada na área urbana regular da cidade. Com isso, a Águas de Teresina cumpriu a primeira meta contratual com 100% dos imóveis tendo acesso ao serviço. Como forma de equilibrar a distribuição de água e conferir eficiência operacional ao sistema, a empresa tem focado na redução de perdas. O modelo operacional adotado pelas concessionárias da Aegea, da qual a Águas de Teresina faz parte, tem permitido bons resultados nesse sentido. O índice saiu de 64,1% para 42%. A meta contratual prevê que o índice seja de 25% até 2027.

 

Conheça a estrutura da Águas de Teresina

Teresina conta com duas Estações de Tratamento de Água: ETA Sul e ETA Norte; 104 poços tubulares profundos ativos; cerca de 2.900 km de rede de água; 22 Estações de Tratamento de Esgoto; 44 Estações Elevatórias de Esgoto e quase 540 km de rede. Desde 2017, início da subconcessão, a Águas de Teresina já aplicou mais de R$ 1 bilhão para a universalização da água e deve dobrar esse valor para universalizar o esgotamento sanitário nos próximos anos.

 

Compartilhar:

Veja Também

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas de Teresina.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas de Teresina trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento da cidade.

Aplicativo PicPay é mais um recurso para clientes pagarem a conta de água Saiba mais
Aplicativo PicPay é mais um recurso para clientes pagarem a conta de água

Pelo app, os pagamentos à vista podem receber cashback de 40% do valor da fatura no primeiro pagamento Visando oferecer mais praticidade ...

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.