Notícias

Ver notícia

O investimento é realizado pela Águas de Teresina e vai trazer mais desenvolvimento socioeconômico e preservação ambiental para a cidade

A avenida Maranhão receberá investimentos de esgotamento sanitário que contribuirão para elevar os índices de coleta e tratamento de esgoto da capital para 59% até o final de 2024. Na segunda-feira, dia 13 de novembro, a Águas de Teresina iniciará a implantação de um interceptor de esgoto ao longo da via. A primeira fase da obra, que consiste na implantação de 1.650 metros de interceptor, será executada do Centro Administrativo até a Ponte da Amizade, dividido em 17 pequenos trechos, de forma a garantir o fluxo seguro de veículos e pedestres na região.

A empresa reforça que não haverá obra no intervalo que compreende a Ponte da Amizade até a avenida Campos Sales. Após esse trecho, os canteiros recomeçam, seguindo até a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Pirajá. Nessa segunda fase, em 2024, serão implantados 1.400 metros de linha de recalque e duas Elevatórias de Esgoto, além, da ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Pirajá, cuja capacidade de tratamento saltará de 150 litros por segundo para 260 litros por segundo.

“Realizamos estudo de mobilidade urbana visando minimizar os impactos no trânsito de veículos e pedestres. A obra será feita em pequenos trechos, de no máximo 140 metros, com duração prevista de até 8 dias cada. A infraestrutura é importante para Teresina avançar em saneamento e desenvolvimento sustentável”, explica o diretor executivo da Águas de Teresina, Renee Chaveiro.

Ao todo, a Águas de Teresina investe R$ 300 milhões em esgotamento sanitário da capital, que é a segunda do Nordeste com o maior investimento em saneamento básico per/capita, segundo Ranking do Saneamento 2023, do Instituto Trata Brasil. Ao final das obras de esgoto implementadas pela concessionária desde maio deste ano, cerca de 480 mil moradores terão acesso ao serviço de coleta e tratamento do esgoto, essencial para garantir qualidade de vida às famílias, a partir da melhoria das condições sanitárias de seu bairro e da saúde pública em geral. A previsão é de novos 525 postos de trabalho na cidade por conta das obras.

Além de reduzir mais de 100 doenças, os benefícios do saneamento básico compreendem também a preservação dos rios Poti e Parnaíba, além do desenvolvimento de setores importantes da economia local, como o turismo de negócios e a valorização imobiliária. Estudos indicam que os imóveis valorizam em até 15%. Ou seja, com saneamento básico, Teresina ganha em desenvolvimento econômico, social e ambiental”, reforça o presidente da Águas de Teresina, Jacy Prado.

Conheça os três primeiros trechos a serem executados, nessa primeira etapa, na Avenida Maranhão, em frente ao Centro Administrativo, no sentido Sul/Norte.

Trecho 01

  • Extensão de 100 m de interceptor de esgoto na área que vai da Secretaria de Fazenda até a Secretaria de Educação.

Trecho 02

  • Extensão de 110 m de interceptor de esgoto na área que vai da Secretaria de Educação até a entrada da Avenida Nações Unidas.

Trecho 03

  • Extensão de 95 m de interceptor de esgoto na área entre os acessos da Avenida Nações Unidas.

Compartilhar:

Veja Também

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Águas de Teresina é responsável pelos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto de Teresina.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas de Teresina trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento da cidade.

Aplicativo PicPay é mais um recurso para clientes pagarem a conta de água Saiba mais
Aplicativo PicPay é mais um recurso para clientes pagarem a conta de água

Pelo app, os pagamentos à vista podem receber cashback de 40% do valor da fatura no primeiro pagamento Visando oferecer mais praticidade ...

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas de Teresina e saiba mais sobre abastecimento, obras, programas e projetos.